Eu não quero ser vazia

Ao som de Sia – Alive

Vazia, vivo em lugares cheios. Vazia me sinto, vazia me vejo, vazia me reconheço. Eu sou vazia, mas é de padrões. O Padrão é jogar, é reter sentimento, é segurar uma mensagem, é não admitir que chorou, é postar qualquer coisa em qualquer lugar, é competir e ganhar sem nem precisar se encantar . Os padrões me deixam de saco cheio.

Eu saio nas noites de frio pra esquentar a alma, e nas de calor pra refrescar o coração.
Eu encho os copos pra relaxar os músculos, expor sentimentos, ligar para pessoas que eu quero ouvir a voz, dizer frases que sempre ficam escondidas, dançar a coreografia que me faça feliz, conversar com pessoas nas quais eu simplesmente sinta afinidade pra isso e falar algumas babaquices também, porque eu sou de verdade e não quero ser perfeita, eu quero ser inteira, inteira de erros e acertos, mas inteira.

tumblr_static_tumblr_mq5bsj080n1ry8h9po1_500
Você já parou pra repensar na sua felicidade? Já perguntou se você é feliz? Não pelas coisas que conquistou, mas pela pessoa que se tornou? Já tirou a sua espiritualidade dos livros e versículos e aplicou no ser humano? Quem é você diante de um outro?
Você é feliz porque conquistou tudo o que desejava? Então você não é feliz, você é satisfeito. Eu não sou uma pessoa feliz, porque ninguém é. Eu busco minhas melhores emoções todos os dias, eu esbarro em gente cruel, mas eu também esbarro em gente doce, eu esbarro em tudo o tempo todo, é que eu sou distraída de mente e de alma.

Eu tenho minhas armaduras, que eu tenho usado muito para as defesas, já que os ataques deixaram algumas cicatrizes, mas eu sou guerreira, tenho uma espada de esperança que eu tento todos os dias deixar novinha em folha para a próxima luta.
Eu tenho sentimento de sobra, tenho um mundo de sonhos pra tentarem destruir e não conseguirem, tenho muitos copos pra encher e muitos pra esvaziar, eu tenho coração e alma pra enfrentar o que for preciso e quando tudo der errado, eu ainda vou ter muita esperança e força pra enxugar as lágrimas e levantar de novo.

Eu não sou vazia, vazios são seus padrões.

Anúncios

A felicidade é passageira e a decepção é corriqueira

Amizades, relacionamentos, emprego, vivemos em torno de objetivos reais acompanhados de expectativas que nem sempre serão conquistadas.
Felizes daqueles que já não esperam mais nada.(?) Assim são surpreendidos todos os dias, e quando nada acontecem simplesmente continuam sem decepções maiores (será mesmo?).

Decepção é uma coisa comum, todos temos e quase que diariamente, a diferença é que muitas vezes procuramos nos decepcionar por conta de esforços, tentativas e esperanças que não passam de refúgios em busca de algo que nem sabemos direito o que é.

A verdade é que somos imaturos, somos eternas crianças e achamos que a vida é como encontrar alguém numa brincadeira de esconde-esconde, não importa o esforço da procura, no fim, o escondido acaba aparecendo. Só que não é assim, nunca vai ser assim, a felicidade se esconde atrás de pequenas coisas e momentos passageiros, queria eu dormir aflita e acordar cheia de soluções, queria eu sonhar e concretizar no minimo a metade das minhas ilusões.
reflexo contrárioExistem pessoas que nasceram pra nos convencer a procurar incansavelmente o sentido das coisas, essas pessoas são super seres humanos, cheios de conquistas e felicidade de sobra, elas são os espelhos da sorte, e são esses reflexos que as vezes nos fazem olhar internamente e nos perguntar: “Porque comigo não?” ou “Quando eu vou ter a minha vez?”. O que nos resta e lidar e administrar frustrações, dominar decepções e ter como companhia a solidão, mesmo que rodeados de pessoas! Até a esperança de não se decepcionar se torna uma expectativa frustrante.

O que leva tempo pra aprender (e não me incluo na lista dos que já aprenderam) é que somos apenas seres humanos, que as coisas vem e vão e as pessoas vão passar a nos decepcionar diariamente, assim como os resultados que talvez nunca chegaremos a alcançar.
E o que eu realmente desejo é que as coisas sejam mais simples mesmo que mais tristes, que a primeira vista a confusão de sentimentos se torne uma bagunça de sorrisos e anseios.

Que possamos ter a certeza, de que as pessoas que amamos possam dar pequenos sorrisos e perceber que esses são os que valem a pena, que mesmo que a dor sufoque, grite e rasgue, ainda haverá amor e sentimentos bons. E que, as vezes, mesmo que de longe, possamos sorrir de alegria pela felicidade daqueles que fazem parte do nosso coração.
Algumas almas não morrem quando já não há esperanças, elas morrem quando não conseguem se livrar delas.

Precisa-se de Loucos

De loucos uns pelos outros! Que em seus surtos de loucura espalhem alegria; com habilidades suficientes para agir como treinadores de um mundo melhor, que olhem a ética, respeito às pessoas e responsabilidade social não apenas como princípios organizacionais, mas como verdadeiros compromissos com o Universo.

Precisa-se de loucos de paixão, não só pelo trabalho, mas principalmente por gente, que vejam em cada ser humano o reflexo de si mesmo, trabalhando para que velhas competências dêem lugar ao brilho no olhar e a comportamentos humanizados.

Precisa-se de loucos por novas tendências, mas que caminhem na contramão da história, ouvindo menos o que os gurus tem a dizer sobre mobilidade de capitais, tecnologia ou eficiência gerencial e ouvindo mais seus próprios corações.

Precisa-se de loucos poliglotas que não falem inglês, espanhol, francês ou italiano, mas que falem a língua universal do amor, do amor que transforma, modifica e melhora, pois, palavras não transformam empresas e sim atitudes.

Precisa-se simplesmente de loucos de amor; de amor que transcende toda a hierarquia, que quebra paradigmas; amor que cada ser humano deve despertar e desenvolver dentro de si e por a serviço da vida própria e alheia; amor cheio de energia, amor do diálogo e da compreensão, amor partilhado e transcendental.

As Organizações precisam urgentemente de loucos, capazes de implantar novos modelos de gestão, essencialmente focados no SER, sem receios de serem chamados de insanos, que saibam que a felicidade consiste em realizar as grandes verdades e não somente em ouvi-las.

 

[Autor Desconhecido]

Parei de existir

 
 
Aprenda que certas coisas são inevitáveis, mudanças são necessárias e a evolução é constante…

A preparação para o novo vem da experiência que voce teve com o velho.
Situações extremas exigem decisões extremas e nem sempre essas estarão de acordo com sua vontade. 
O tempo não volta, o relógio continua seu “tic tac” e você não pode parar…

Pare de existir e começe a viver!